15 novembro 2009

Uma homenagem urgente


Segundo o PÚBLICO de hoje, a Junta da Extremadura espanhola promove actualmente uma polémica, mas firme campanha de educação sexual através da qual visa ensinar os jovens entre os 14 e os 17 anos a masturbarem-se. A campanha, que recebeu o nome de código "El placer está en tus manos", contempla a utilização de, por exemplo, vibradores e bolas chinesas e é uma iniciativa do Conselho da Juventude, com fundos cedidos pelo governo socialista de Zapatero.
Os reaccionários do Partido Popular pronunciaram-se como se esperaria, afirmando que esses "workshps de masturbação" são um "atentado" à inteligência dos jovens. E acrescentam que a verba que lhes foi destinada, oriunda do Instituto da Mulher (um organismo governamental), teria muito melhor aplicação no combate ao desemprego das 18.233 pessoas com menos de 25 anos que se regista na província espanhola.
Embora sem esperança na possibilidade de que um golpe de inteligência ilumine as mentalidades retorcidas e obscurantistas dos dirigentes da direita, desejamos, apesar disso, lembrar-lhes que, face ao implemento, em Espanha, das correntes pedagógicas humanistas que têm vindo a dar forma à escola pública entre nós, bem como à adopção do modelo espanhol de ensino para adultos em Portugal, tal campanha constitui uma contribuição genial e oportuníssima para a resolução dos problemas que afectam alunos, professores e funcionários de ambos os lados da fronteira. Com efeito, a masturbação colectiva no início de cada tempo lectivo, libertando endomorfinas, acalma os naturais ímpetos irreprimíveis dos adolescentes, dispondo mais facilmente as suas energias, devolvidas ao equilíbrio natural, para a compreensão dos conteúdos, entretanto devidamente aligeirados, que os pedagogos do Estado socialista, avisada e cientificamente, lhes providenciam. Por outro lado, é indiscutível a melhoria de estado de espírito e de qualidade vida de qualquer desempregado conseguida através da prática masturbatória, desmascarando o reaccionarismo e o obsoletismo da anedota do fulano que chega a casa, vai buscar uma 7Up ao frigorífico, senta-se no sofá em frente ao televisor, põe um filme pornográfico a correr, suspira e diz:"Ah! Mulheres e champagne! Isto é que é vida!".
Ao pioneirismo destes continuadores das ideologias colectivistas dos "amanhãs que cantam", lanço aqui, assim, o meu incentivo a que se não deixem abater pelas forças contra-revolucionárias e que se mantenham na via visionária inaugurada por Tony Blair, quando aconselhou os seus compatriotas a chuparem-se uns aos outros com maior frequência. E que nuestros hermanos tributem uma homenagem digna desse nome ao seu primeiro-ministro e a Laura Garrido, presidente do Conselho da Juventude, exigindo a decorrente segunda fase de uma educação sexual alargada e progressista, na qual possam ser utilizados pela juventude espanhola, inclusivé ao nível do ensino da identidade do género, manequins insufláveis que reproduzam as formas físicas quer de um quer de outro.
A bem de uma humanidade livre.
(Texto não submetido a revisão final, mas redigido com o gosto possível)

3 comentários:

filomeno2006 disse...

Ironía lusitana

Anónimo disse...

Escrito enquanto bato uma prancheta: e que tal, a exemplo dos adolescentes das escolas, isto, ai, alargar-se a outros sectores?
Para não, ai, irmos mais longe e começando logo, ai, por cima: no início dos Conselhos de Ministros, ai, essa malta começar os trabalhos com uma vigorosa, ai, repolhecada? E quem gostasse repolhecava, ai, o ministro do lado. Tomariam, decerto, excelentes decisões a seguir. AAIIIIIIII!

Deodato Mão de Ferro

filomeno2006 disse...

A los españoles, en la UE, como sigamos así.....¿Nos van a mandar a hacer puñetas(punhetas)?