20 fevereiro 2011

Tourada...


7 comentários:

David Levy disse...

E depois ainda dizem que não somos um país de 3º mundo. Comportam-se como se fossem os donos disto. Havia de ser eu o médico...

Anónimo disse...

"Pode vestir-se um porco com fatiotas Armani que nem por isso deixa de ser porco. Pode-se pentear um macaco que nem por isso e menos macaco. E pode-se ensinar um cavalo a trotear que nem por isso deixa de ser um animal.

No caso presente, pode-se tirar um saloio arrogante da sarjeta la das bercas de onde veio que nem por isso deixa de o ser.

Uma nota: este vara nao e nem nunca foi socialista. E um badameco que se serviu de um partido, por acaso o PS, para ganhar influencia e fortuna pessoal. Nada ha aqui de politica, ha sim de fraude e de ganancia. Deixar resvalar a conversa para a politica e perder de vista o essencial. Os criminosos nao tem cor. Se sao do Sporting ou do Benfica e acessorio, irrelevante. O que interessa e que devem ser devidamente responsabilizados e punidos em consonancia. Este e so um dos expoentes maximos da pouca vergonha. Nao e o unico. E so mais estupido e espalha brasas que a maioria. Platao".

Joaquim Simões disse...

David Levy:
Suponho que o médico, se não for também "camarada", deverá ter ficado algo aparvalhado, sem perceber muito bem a situação e, por isso, passou-lhe o que ele queria. O energúmeno terá apostado no "factor surpresa"...

Joaquim Simões disse...

Anónimo:
O que me preocupa é precisamente que neste país, o partido não pertence ao partido. E nisto é que consiste a desgraça da "democracia" portuguesa.

Anónimo disse...

O povão começa a perder a calma. Até tem tido demais. Nos espaços interactivos dos jornais, já se diz que o vara e outros do mesmo estilo só à chapada, um deles acha mesmo que a tiro.
Será por isso que os serviços secretos, que estão se sabe na dependencia do saocraztes estão há mais ou menos um mes a vigiar activamente a rede social? Tenham vergonha.

Platão

Anónimo disse...

Armando Vara, a médica e a directora do C.S. são todos amigos ou, pelo menos, conhecidos.
O atestado é de favor, para enganar alguém, o Vara não tem a médica como médica de família e nem sequer terá registo naquele C.S.. Vai direito ao gabinete porque foi devidamente industriado, de onde, como, quando.
Um caso a merecer um inquérito de quem de direito por configurar abuso de confiança, de mais que uma pessoa.

Zedk

Anónimo disse...

Confio na MINHA ORDEM,muito particularmente no actual bastonário.
Se a notícia corresponder EXACTAMENTE ao que se passou, houve evidente desrespeito pelo artigo 6º e talvez tenha havido grosseira infracção ao artigo 99º do CÒDIGO DEONTOLÓGICO! E o artº. 6º não permite atenuantes!
Artigo 99.º - (Proibição de atestado de complacência) - 1. O médico não pode emitir atestados de complacência ou relatórios tendenciosos sobre o esta-do de saúde ou doença de qualquer pessoa mesmo que esta lho solicite.
2. Todos os factos atestados, bem como as razões subjacentes às declarações
produzidas, devem constar de um registo na posse do médico ou da instituição
prestadora.
Artigo 3.º- (Independência dos médicos) - 1.O médico, no exercício da sua profissão, é técnica e deontologicamente independente e responsável pelos seus actos.
2. Em caso algum o médico pode ser subordinado à orientação técnica e
deontológica de estranhos à profissão médica no exercício das funções
clínicas.
Artigo 6.º - (Proibição de discriminação)
O médico deve prestar a sua actividade profissional sem qualquer forma de
discriminação.


Só peço um favor a qualquer cidadão português que TENHA PRESENCIADO E POSSA TESTEMUNHAR A OCORRÊNCIA: participe-o por carta registada ou pessoalmente à Secção Regional do Sul da O.M.,Avenida Gago Coutinho, 151 --1749–084 Lisboa...
E pode ter a certeza que os médicos portugueses, mais uma vez, agradecem que a população ajude a "manter a casa limpa"...

RGAraújo