22 maio 2011

Uns e outros


Estes, todos os vimos sentados à mesa, a comer, pelos telejornais; os outros, a ser verdade, terão, naturalmente, passado despercebidos (embora parecesse haver por ali um número suspeito, por excesso, de africanos). Mas, pelos contactos que, anos atrás, tive com a embaixada de Moçambique...

Nota às 23:00h - Afinal, como pôde verificar-se (pelo menos) na reportagem da TVI24, no que diz respeito a moçambicanos bem como a gente de outras nacionalidades que não só dos PALOP's, o partido do sr. Pinto de Sousa desembolsou à grande (eram 5 autocarros!) no contrato a figurantes a troco de almoços, lanches e sabe-se lá mais o quê. E não só estrangeiros! Havia velhas portuguesas de ambos os sexos a cacarejar e dar murros na mesa durante as entrevistas, entusiasmadas com a festarola, que "isto é de graça e a gente tem que aproveitar!". Pudor e vergonha são coisas invisíveis no novo "partido das paredes de vidro". Aliás, dos figurões que chamaram a comunicação social para cerimónias oficiais de entrega de computadores nas escolas em que utilizaram figurantes como alunos, esperava-se o quê? Escrúpulos?

2 comentários:

Abobrinha disse...

Então não era o outro que era o africanista de Massamá? Este é quê, o Rajá do Martim Moniz???

HAHAHA!!!

Joaquim Simões disse...

Abobrinha:
Rajá do Martim Moniz é muuito boa! :D