27 março 2011

No Dia Mundial do Teatro

Nicolau Saião, Teatri Mundum

Diz Nicolau Saião:

“O teatro tal como o entendo é um exorcismo contra o absurdo e a infelicidade da vida breve, contra a senilidade social e a barbárie que nos querem impor através de mecanismos de disfarce disseminados habilidosamente em descargas pretensamente cómicas ou dramáticas. Tal pressupõe uma chamada de atenção, se assim o quiserem, para a ética e não para a moral.

Num mundo que já não sabe bem onde está a realidade, o teatro é uma parte da receita contra a incapacidade de multiplicação da visão clara que se pode ter das coisas. Repõe no seu verdadeiro contexto os dados da questão primordial: se somos alguma coisa, o que somos necessita de máscara? Se viemos de algum lugar, esse lugar onde está? Se vamos para algum lado, porquê fazer a caminhada duma forma que nos angustia, mas não nos permite utilizar as pistas que temos?

Estas são perguntas legítimas. E são muito. São, com efeito, quase tudo”

ns.

2 comentários:

Anónimo disse...

Acho que devias escrever só coisas assim, mas não te meteres na política. Vê se percebes a tempo.

Zé Nunes

Joaquim Simões disse...

Zé Nunes:

E o meu caro só consegue escrever coisas como esta?